fbpx

O capital de giro é um fator fundamental para a continuidade de uma empresa desde sua constituição até sua baixa. Caso queria saber como abrir uma empresa lei o seguinte texto. Sua importância está relacionada à capacidade da organização em conseguir realizar suas operações, ou seja, se consegue comprar mercadorias, arcar com despesas gerais, pagar funcionários, entre outros custos para se abrir uma empresa. Esse fator é representado pela diferença entre os recebimentos e direitos de curto prazo e as obrigações também de curto prazo, como, por exemplo, a diferença de contas a receber e contas a pagar.

Tendo como contexto o cenário brasileiro e os custos para se abrir uma empresa a mortalidade de micro e pequenas empresas nos dois primeiros anos de vida ainda é uma realidade vigente, percebe-se o despreparo dos empresários ao iniciarem seus negócios. É necessário se informar e se preparar para dispêndios iniciais, já que não existirá caixa para arcar com essas despesas. Dentro desse aspecto, antes de abrir uma empresa e iniciar a atividade operacional, faz-se imprescindível a estruturação de um planejamento financeiro, o qual terá o capital de giro como elemento central. Dessa maneira, problemas como atraso de salários, quitação de pendências e falta de caixa indicam que a empresa está com problemas de capital de giro e outros custos para se abrir uma empresa e poderá falir caso continue negligenciando essa questão. 

Tendo como primeiro passo a estruturação de um planejamento financeiro, o empresário terá uma estimativa dos custos para se abrir uma empresa e outros gastos iniciais e saber até quando terá de sustentar a empresa ao ponto que esta consiga ser sustentável. Uma maneira eficiente de realizar essas estimativas é fazer projeções de fluxo de caixa, ou seja, com base em informações de mercado, em especificidades do negócio e dados passados da empresa, o empresário poderá estimar o quanto sairá do caixa nos meses subsequentes e o quanto terá de entrada podendo assim definir o valor do seu capital de giro. Desse modo, caso perceba que seu capital não será suficiente para fazer com que as atividades aconteçam, o empresário poderá recorrer a empréstimos bancários, com a finalidade de cumprir suas obrigações de curto prazo, em caráter de capital de giro para seu negócio. Contudo, é importante atentar-se às taxas de juros, qual será a perspectiva de pagamento considerando o planejamento feito e qual será o impacto no fluxo de caixa futuro. 

Com a empresa já em funcionamento, o bom gerenciamento do capital de giro garante a saúde financeira do empreendimento, permitindo que todas as saídas sejam pagas nas devidas competências e o saldo final seja positivo. Um bom planejamento e um controle tempestivo e eficiente das informações, é possível ter a quantidade necessária para realizar as atividades rotineiras do negócio sem necessidade de financiamento externo.

Leia também:

Últimos Artigos: